Arquivo do autor:sennaffogo

SZA 017 – Ligas Europeias, Basquete, o “Pantera Preto” e a Copa do Mundo!

Konban wa minna-san! o/
Hoje é niver da minha mãe, e por isto atrasei a coluna propositalmente para poder homenageá-la. (aí alguém grita: “Usotsuki!”) kkkkk
“Senna, Senna… Você já esteve em dias melhores, hein?!…” =P
“Ai ai ai, Yukito!” (kkk, entendedores entenderão!)
Ah sim, mas é niver da minha mãe mesmo, nisto podem acreditar. Tanto que recitarei aqui um verso conhecido para homenageá-la: “Mamãe querida… Meu coração por ti bate, como um pano de engraxate… como dente de alicate… como sinos de chocolate… e como um caroço de abacate!” =P
xD
Deixem um parabéns para a minha véia, e vamos à SHINZENNA ALEATÓRIA 017! o/

 

A Copa do Mundo de Futebol Masculino 2018 vem aí. Alguém acha que o Brasil vai de fato ganhar? Torcer eu vou, mas acho que será bem difícil ganharmos, como geralmente sempre é. Copa do Mundo é Copa do Mundo, né?
Aproveitando isto, preparei um Bolão da Copa aqui na minha empresa, acho que vai ser legal. Tomara que meus entendimentos “futeboléricos” me ajudem a ganhar algum $$ no Bolão…xD
(@Lucas, é até dia 13, mais conhecido como amanhã, hein? Indo para o Engenhão ou chegando de lá, devo passar aí para pegar a grana, ok?)

 


Antes dos animes, vamos ao “Donizete” (entendedores futebolísticos entenderão), digo… ao “Pantera Preto”! kkkkk, digo digo… ao Pantera Negra! haha
Sim, um tanto quanto contra a minha vontade, fui ver este filme da Marvel, já que o meu amigo procrastinador de comentários chamado @Lucas, resolveu pagar para eu ir junto com ele…
O que dizer exatamente do filme? Diante de todo o clamor que se fez em cima dele e de sua bilheteria (especificamente da renda), nada de mais a comentar. Ponto. Simples assim. E isto não tem nada a ver com o fato de eu gostar de um número maior de personagens da DC do que da Marvel, é pelo simples fato de ele ser como qualquer um dos últimos filmes (em especial da Marvel) que muitas pessoas andam vendo nos cinemas. É claro que, na teoria, ele tende a ser melhor que outros por focar-se apenas num só personagem, neste caso, em como T’Challa se transformou no Pantera Negra. Mas num geral… nada de mais. A própria “discussão” com o @Lucas pós-filme deixou isto claro. É um bom filme, cuja maior expectativa deve-se estar em ver as lutas entre os mais variados personagens negros passeando pela tela, além da história de como T’Challa virou o Pantera Negra.
Fora que renda de bilheteria atualmente, na minha opinião, não serve como parâmetro para muita coisa… porque o fim de semana começa na quinta (?????); muitas vezes tem pré-estreia na quarta (¬¬); e em se tratando de Brasil (e mais especificamente RJ), quase não temos mais cinemas de rua, e com isto como fator adicional, os ingressos estão pela “hora da morte”, logo, renda de bilheteria não me diz absolutamente nada…
Muita gente foi ver o filme baseada nisto, que a bilheteria estava um “negócio da China” e blá-blá-blá, além do fato de praticamente ser um filme só de atrizes e atores negros. No fim, é provável que algumas pessoas tenham se decepcionado (pelo menos um pouco) com suas expectativas em relação ao filme. No meu caso, não esperava que ele fosse mais do que foi, assim como qualquer filme de super-herói hoje em dia… Não foi ruim, nem foi excelente, mas foi muito bem produzido e saiu um filme muito bom. Só não gastaria dinheiro para vê-lo nas telonas… No fim, o que mais valeu foi a companhia do amigo. =)

 

No esporte da bola laranja, deu Paulistano por aqui, e deu Golden State Warriors lá na terra dos inventores do Basquete.

 
Chegando pela 1ª vez em uma final, o Mogi mostrou força após perder a 1ª partida em casa, superou o Paulistano fora de casa e forçou pelo menos o jogo 4 de novo em casa. O Paulistano, maduro e com maior rotatividade, no elenco e nas bolas de 3, ganhou o jogo 3 em casa, deixando a série melhor de 5 em 2-1. Assim, precisava de uma nova vitória na casa do Mogi para ser campeão do NBB 2017-2018. E foi o que aconteceu. O Mogi errou muito no jogo 4, e pagou o preço por isto. Um jogo final emocionante, mas que tecnicamente deixou um pouco a desejar. Assistir a estes jogos finais entre Mogi e Paulistano, me fez ver de maneira ainda mais clara porque gosto MUITO mais de vôlei do que de basquete. Tem muita falta, tudo é muito subjetivo com relação às marcações da arbitragem, jogo de contato que quase não pode ter contato, mas tem alguns lances que você pira completamente porque os juízes não marcam falta… Para mim, o basquete é meio que uma “zona organizada”…=(

 
Deixando as regras de lado, estas que por sinal na NBA são um pouquinho diferentes das regras da FIBA, e que talvez deixem o esporte um pouco melhor nos EUA do que no resto do mundo, vi com mais afinco os jogos das Finais de Conferência e das Finais da Liga. Achar que a NBA é “espetacularmente mais maravilhosa” que as outras ligas ao redor do mundo, talvez seja tapar o sol com a peneira. Os jogadores da NBA também erram muito, e após assistir quase 15 jogos em 3 semanas, isto me fez pensar se realmente os caras são tããão bons assim. É claro que são melhores do que os que jogam aqui, inclusive porque a média de altura facilita o jogo para bandejas, enterradas, etc., mas não acho a NBA, com o perdão da referência, essa “Coca-Cola” toda não…
Mas enfim, Houston Rockets quase desbancou o Golden State Warriors e foi para a final contra os CAVS, do “Papai LeBrão”. Acho que ano que vem, Houston vai dar mais trabalho ainda no Oeste, assim como o New Orleans Pelicans. Do lado Leste, a franquia mais vencedora da NBA, Boston Celtics, tentou superar o Papai LeBrão com uma garotada excelente, mais “The King James” ainda tinha (e tem) lenha para queimar… só precisa de um time mais ajustado, com um cara que o ajude mais no ataque, pois a diferença ficou grande na final da Liga: apesar da força, perseverança e resistência que mostraram nos 3 primeiros jogos, os Warriors “varreram” os CAVS. 3º título do Golden State em 4 anos, e… é tudo culpa do Kyrie Irving (+_+), que deu uma de “Neymarzinho”, saiu para o Boston Celtics e, machucado, nem ajudou seus atuais companheiros a enfrentar seu ex-companheiro LeBron James na final da Conferência…

 

Os campos começaram este post, e é com eles que o terminaremos, falando rapidamente das Ligas Europeias. Tenho apenas cinco coisas para dizer sobre o assunto:
1 – Parabéns ao Atletico de Madrid! Espero que o Griezmann, assim como outros jogadores de peso, não saiam do Atletico. O futebol (espanhol) agradece. o/
2 – Sergio Ramos é um FDP que estragou a final da Champions, e quase deixou o “Rei Salah” fora da Copa. Amaldiçoarei a Espanha com 50 trabalhos noturnos até vê-la eliminada da Copa…
mwahuahuahuahua
3 – A Liga dos Campeões ficou chata…+_+
4 – Se o Neymarzinho mimado for para o Real Madrid, torcerei para o Robozão C.Ronaldo ir para o PSG só de sacanagem…xD
5 – Se o Neymarzinho mimado for para o Real Madrid, torcerei para o Robozão C.Ronaldo ganhar novamente a Liga no ano que vem, desta vez com o PSG… eu vou rir muito deste “muleke-mimado” se isto de fato acontecer! =D

Que o Brasil vença a Copa \o/, e não dependa do mimado camisa 10…u_u

 

 

Obrigado por nos acompanharem, assistam nossos projetos, leiam e comentem em nossas colunas. =)

 

E tudo isto…
Porque nem só de animes nós vivemos!
.

SHINZO Fansub, corrigindo SEUS erros através da penetração
e aumentando a qualidade dos animes distribuídos no Brasil!!”

 

Anúncios

SZA 016 – “Inglesão”, Copas por aí…(xD), Marta e cia., NBB e Botafogo, e… Animes, é claro! rs

Sejamos rápidos nesta SHINZENNA ALEATÓRIA 016, porque estou assistindo neste fim de noite o basquete dos “guerreiros” de Golden State contra os “mísseis” de Houston, na final da conferência oeste da NBA (jogo 3 – a série está empatada em 1 x 1). Será que ao final do jogo, o técnico de Houston dirá aos “mininos” dele: “Houston, we have a problem.”??? Hehehe, posteriormente veremos…xD

 

Pequenas (médias) notas do fim do Campeonato Inglês e Copa da Inglaterra 2017-2018:
– Nota sobre o Arsenal, que se despediu de Arséne Wenger, outro técnico lendário do futebol inglês (tal como Alex Ferguson), que estava há 22 anos no cargo. Parabéns ao treinador francês, que ganhou 3 Premier Leagues e 7 Copas da Inglaterra, deixando o Arsenal como o maior vencedor desta competição até o momento. Além disto, ganhou 7 Supercopas da Inglaterra. Pena que não tenha conquistado um título europeu antes de se aposentar, ele merecia. E falando em Copa da Inglaterra, parabéns ao “Blues” do Chelsea, que ontem venceram o Manchester United e faturaram uma taça para fechar bem o ano!

  • É, não deu para o West Brom… Um jogo atrasado entre Swansea x Southampton era basicamente o jogo que decidiria o que seria do West Brom para a última rodada do “Inglesão”. Mas este jogo não decidiria só a vida do West Brom, como a do próprio Swansea e a do Southampton. Um jogo que valia muito, cujo empate deixaria os 3 vivos na briga para não cair, e a vitória de um deles praticamente empurraria os outros 2 para o fundo do poço. O Swansea, jogando em casa, tinha maior obrigação de vencer, mas o finalista da Copa da Liga Inglesa em 2016-2017 não gostaria de ser rebaixado após fazer uma temporada anterior tão boa. Fora que o Southampton ainda tinha outra história para fazer parte na última rodada, afinal, jogaria contra o campeão Manchester City querendo chegar aos históricos 100 pontos. E assim os deuses do futebol quiseram. Southampton ganhou do Swansea fora de casa, praticamente rebaixou o rival direto, rebaixou o West Brom também (que se juntou ao Stoke City, rebaixado na 37ª rodada), ajudou o Huddersfield a se livrar de vez da degola, e ainda de quebra poderia jogar de modo mais tranquilo contra os Citizens…

  • E no jogo final de Southampton e Manchester City pelo “Inglesão” 2017-2018, o jogo estava indo para um 0 x 0, até que…

    Gabriel Jesus decidiu, de forma dramática, a vitória do City para os 100 pontos! No último jogo, no último minuto, no último lance da partida. Assistência do excelente De Bruyne, domínio de categoria e bárbara frieza de Jesus. Isto sim, é futebol! Parabéns ao Manchester City por tudo que fez neste campeonato. E que o Gabriel Jesus mantenha esta performance na Copa do Mundo, que é logo ali…
    100 pontos do Manchester City 2017-2018, o quebrador de recordes!!!
    https://twitter.com/ManCityPT/status/995699877324652546

  • Liverpool e Tottenham confirmaram suas vagas à Champions 2018-2019, em jogos de muitos gols, especialmente o do Tottenham, um jogo meio maluco de 9 gols contra o Leicester… “Vai, Tottenham!” \o/
    Os times, em relação à postagem anterior, trocaram de posição, e mais uma vez o Tottenham chega entre os 3 primeiros (3 vezes nas últimas 3 temporadas). Tomara que o trabalho do Pochettino seja coroado em breve com um título, mesmo que seja de alguma Copa interna (o sul-coreano Son e o vice-artilheiro do campeonato com 30 gols, Harry Kane, também merecem)… Quanto ao Liverpool, levou o “Rei Salah” (xD) à quebra do recorde na artilharia do campeonato, 32 gols. Agora é aguardar a final da Champions para vê-los novamente em campo e torcer para que os Reds prevaleçam.

 

Com relação ao meu time, vejamos… no futebol, ainda estou com um leve sorriso de canto de boca… Depois de passar pela “mulambada” carioca na semi-final do Estadual 2018, que fez da derrota uma crise infinita (sem a mínima necessidade…¬¬), parecendo até filme da Marvel, com torcedores bárbaros agredindo ou tentando agredir jogadores, dirigentes e comissão técnica em aeroportos, nos sagramos CAMPEÕES em cima do Vasco, num jogo final eletrizante, emocionante, “para cardíaco nenhum botar defeito”, com um gol aos 49m. do 2º tempo, levando a decisão para os pênaltis, de onde nosso goleiro, Gatito, sairia como herói mais uma vez! o/
Foi muito justo, ainda mais porque se falamos de arbitragem na SZA 015 em relação ao Real Madrid, tivemos um pênalti ridícula e absurdamente não marcado a nosso favor durante o jogo. Mas deu tudo certo no final, e BOTAFOGO CAMPEÃO CARIOCA DE 2018! \o/
Como se deu o título, de forma bem resumida:

No Basquete, o time conseguiu chegar aos playoffs do NBB 2017-2018, mas as lesões, desfalques por suspensão e o cansaço, afetaram os jogadores após o 1º jogo das oitavas-de-final. Uma dolorida derrota em casa, na prorrogação, deu um banho de água gelada em nossos jogadores, e não suportamos os jogos 2 e 3 contra o Caxias na casa deles. Mas se diante de tudo que aconteceu durante a temporada, não ser rebaixado era o maior objetivo, os playoffs foram o pequeno lucro que tivemos no desempate com o Joinville. Precisamos melhorar para a próxima temporada, afinal, diferente do que eu acreditava, 2 times foram rebaixados em vez de apenas 1… Precisaremos vir mais fortes para não passar tanto sufoco, e espero que não soframos com tantas lesões como nesta temporada, pois isto “matou” o Botafogo…

Enquanto isto, o NBB continuou rolando. E a final, já sabemos: será paulista! Os mulambos e arrogantes cariocas do time vermelho e preto (xD) foram eliminados pelo copeiro time do Mogi, que defendeu absurdamente na série semi-final e chega pela 1ª vez à final do NBB. Liderados por Shamell, os mogianos estavam dispostos a não dar um quinto jogo à série depois de perderem o 3º jogo no Rio. Shamell anotou a maior pontuação da carreira (40 pontos), fazendo quase metade dos pontos do Mogi (89), decretando “La Casa de Shamell” (hahaha, entenderam a referência? xD) na final. O guerreiro time do Bauru e o excelente chutador de bolas de 3 pontos, Paulistano, depois de uma série fantástica, fecharam a série em 5 jogos. Apesar da imagem abaixo defasada, Paulistano venceu o jogo 5, está na final, e já ganhou o jogo 1 da final. Agora que o Paulistano eliminou seu algoz rumo ao título da temporada passada (Bauru), vai tentar ganhar seu 1º título na NBB de qualquer jeito, mas o Mogi não vai querer deixar escapar a chance de conquistar seu 1º título logo em sua primeira final disputada…

Já na Superliga B, batemos novamente na trave… mesmo com um bom time, liderado pelo levantador botafoguense e ex-Seleção Brasileira, Marcelinho, conseguir este acesso à elite do vôlei nacional masculino está complicado… 3º ano seguido que ficamos nas semi-finais… Tomara que o time não se desfaça, para que possamos manter a mesma pegada deste ano e brigar novamente pelo acesso no ano que vem. O time é bom, tem vários jovens promissores, falta só um pouco de sorte e, mais capricho e concentração nos momentos decisivos nos playoffs contra adversários mais fortes.

 

Voltando aos campos, enquanto o Fogão inicia sua jornada no “Brasileirão, e já vencendo o “Clássico Vovô” na segunda-feira passada, vamos falar de Copa! Não, não de Copa do Mundo, que eu sei, está chegando… Mas vamos finalizar o post falando de mulheres, pois eu não poderia esquecer de dar os parabéns à Seleção Brasileira Feminina de Futebol, com a craque Marta, a “infinita” Formiga, a artilheira Cristiane, entre outras, heptacampeã da Copa América Feminina 2018, realizada no mês passado. Além da conquista do título, as meninas garantiram vaga nas próximas Olimpíadas (Tóquio 2020) e na próxima Copa do Mundo (França 2019). Acho difícil o Brasil vencer ambas as competições, mas pelo menos acreditar é preciso. =)

 

E agora, os animes! /o/
Haha, bem, O anime no caso… Terminei de revisar um filme que já estávamos trabalhando há um booooommm tempo, e depois de vários problemas e uma séria dúvida nada comum discutida aqui e acolá, com amigos revisores e não-revisores, passei o filme para o Hiei. Eu sinceramente esperava que este filme pudesse ser lançado ainda este mês, mas não sei se será possível… Façam suas preces para que o oyabun-sama consiga fazer tudo que é necessário para isto. Torcer e rezar não custa nada. =)

 

 

Obrigado por nos acompanharem, assistam nossos projetos, leiam e comentem em nossas colunas. =)

 

E tudo isto…
Porque nem só de animes nós vivemos!
.

SHINZO Fansub, corrigindo SEUS erros através da penetração
e aumentando a qualidade dos animes distribuídos no Brasil!!”

 

SZA 015 – Futebol, Vôlei, Futsal, e 01/05 em SP…=(

Hey minna-san, hisashiburi desu ne. _
E aí galera, como têm passado? Andei pegando umas demandas trabalhísticas aí desde a última Shinzenna, além de alguns outros afazeres que andei tendo, e isto meio que me afastou um pouco da fansubbagem e daqui nos últimos quase 3 meses. Neste meio tempo, sempre que tive um tempinho, andei revisando um anime para cá e vendo um pouco mais de futebol do que ultimamente vinha acontecendo… Não sei se a Copa do Mundo que se aproxima me ajudou implicitamente a, neste ano, ter mais esta veia “telespectadora”, mas digo que a internet sim, esta foi parte fundamental neste processo…rs
Well… let’s go! SHINZENNA ALEATÓRIA 015 em ação na sua tela! xD

 

Antes de qualquer outra coisa, deixar aqui um vídeo do momento exato do desabamento do prédio em SP ocorrido no dia 1º/05/2018.

Cena forte, chocante… que me lembrou, guardadas as devidas proporções, cenas do atentado contra o World Trade Centrer em 2001… =(
O cara já tinha saído do prédio e voltou para salvar outras pessoas… Eu estava comentando sobre isto com o Tony (amigo do trabalho) na quinta ou sexta-feira, se eu fosse aquele cara, não me importaria com nenhum protocolo dos bombeiros, simplesmente me agarraria à corda e falaria: “Me puxem, por favor! Se eu por acaso soltar a corda e cair daqui, a responsabilidade será inteiramente minha! Só quero que me puxem!”. O sargento Diego, envolvido na ação, disse em entrevista posterior que mais 30/40 segundos, e o salvamento estaria completo. 30/40 segundos numa situação desta, infelizmente é muito tempo. Como Brigadista de Incêndio da minha empresa, sei que os bombeiros em cima do outro prédio estavam agindo de acordo com o protocolo de salvamento, e claro que não estavam errados, eles agiram corretamente o tempo inteiro, mas como ser humano “desesperado” querendo ser salvo e tentando me agarrar literalmente à vida, eu simplesmente não sei se seguiria tais instruções como o rapaz seguiu…
Acho que infelizmente, este herói nos deixou. Até onde me consta, ainda não encontraram o corpo dele, e se este verdadeiro herói morreu em “serviço”, espero que Deus o tenha ao seu lado. Aqui deixo minha pequena homenagem e meus parabéns a este homem pela coragem que teve de voltar ao prédio para salvar outras pessoas, ao passo que não conseguiu salvar a sua própria.

 

Bem, amenizando um pouco esta tristeza, vamos falar de esporte. Sim, esta coisa apaixonante (para quem gosta), que nos deixa um pouco tristes quando seu time e/ou sua pátria perdem, e que nos enche de alegria quando ganham! =)
Não acompanhei com AFINCO nada do esporte feminino, a não ser um ou outro jogo de vôlei. Mas aqui deixo meus parabéns às meninas do Rio de Janeiro, que chegaram às finais do Sul-Americano 2018 e da Superliga 2017/2018, e parabéns às mineiras do Minas Tênis Clube, campeãs do Sul-Americano 2018, e do Praia Clube, campeãs da Superliga 2017/2018, que desbancaram o atual bicho-papão e campeão de ambas as competições, o Rio de Janeiro. Estas mineirinhas vieram “comendo quietinhas” pelas beiradas, e hoje MG está em festa total!
Além disto, parabéns especial pela carreira e por tudo que conquistou, fez pelo vôlei e deixou de herança para o vôlei brasileiro, à líbero Fabi, bicampeã olímpica pela Seleção Brasileira em 2008 e 2012, multicampeã pela Seleção e pelo seu clube, o Rio de Janeiro, que se aposentou após a última decisão da Superliga. Para muitos, ela, tal como Serginho entre os homens, é a melhor líbero que o mundo já viu nestes 20 anos em que a posição existe, “jogadoraça!”.

 

Nos esportes masculinos, começando pelo Campeonato Inglês (campeonato estrangeiro de futebol que mais tenho acompanhado). A briga pelo título já se foi, mas o Manchester City, o campeão, quer bater mais e mais recordes. Será que os Citizens chegam a 100 pontos? Vamos aguardar… Um “pouco” mais abaixo vemos a briga pelas vagas na Champions League 2018-2019, e mais lá embaixo, a briga para não cair para a 2ª divisão está ferrenha, porque o “West Brom”, lanterna da competição e que estava praticamente rebaixado, decidiu que em abril não perderia mais e andou inacreditavelmente ganhando jogos e tirando pontos de todos os adversários que estão acima dele, inclusive de grandes como Manchester United, Liverpool e Tottenham… É por estas e outras que o futebol ainda é o esporte coletivo mais emocionante do mundo, mesmo que a NFL (na minha opinião) esteja bem mais perto do futebol atualmente.

 

No Campeonato Italiano, apesar de muitos ainda apostarem, já tinha acabado na rodada passada. O único campeonato das grandes ligas europeias que ainda não tinha seu campeão definido e ainda tinha alguma graça, estava vendo até duas rodadas atrás, a Juventus caminhar para seu 7º título consecutivo depois de uns moles que o Napoli deu no campeonato. Até que o reencontro entre Juventus x Napoli se deu, desta vez com mando de campo da Juventus. O jogo caminhava para um 0 x 0, até que o zagueiro Koulibaly aos 44m. do 2º tempo fez um golaço de cabeça e deu números finais ao jogo. Tínhamos então novamente um campeonato, mas na rodada passada, o herói do jogo anterior foi o vilão e o Napoli perdeu de 3 x 0. E nesta última rodada, o cansaço do Napoli e o título da Juventus ficaram evidentes num melancólico empate do Napoli em 2 x 2 com o Torino e numa vitória tranquila da “Velha Senhora”… Ou seja, com uma diferença de 6 pontos contra e 16 gols de saldo a serem tirados pelo Napoli, infelizmente o campeonato acabou com mais um título da Juventus.
O Napoli precisa se reinventar, tanto na intensidade de seu jogo, como na postura de alguns jogadores. E algumas posições precisam de “peças” melhores, como por exemplo nas laterais, na ligação meio-ataque, e no gol também. Vamos ver se o título fica para o próximo ano…

 

Na Liga Europa, Diego Simeone (ex-jogador argentino e atual técnico do Atlético de Madrid) vibrou muito com a classificação de seu time à final da competição. Coisa que os marselheses do Olympique de Marselha também fizeram ao se classificarem para enfrentar o time espanhol em “casa”. A final da Liga Europa 2017-2018 ocorre dia 16/05 em Lyon, na França. Eu acho que vai dar Atlético de Madrid, mas… tudo é possível, ainda mais com arbitragens como as que ando assistindo nos campeonatos europeus… u_u

Falando em arbitragem, para quem acompanha futebol, a gente fala muito sobre isto, que nossos árbitros aqui são umas porcarias, que os bandeirinhas são cegos, blá-blá-blá. Irônico é que apesar dos espetáculos mencionados por comentaristas de rádio e TV que acontecem nos campeonatos europeus, as arbitragens de lá são tão porcarias ou piores que as nossas… O pior é que alguns campeonatos de lá ainda acham que não precisam do “VAR” (árbitro de vídeo). A tecnologia já é usada a favor do esporte há um bom tempo em várias modalidades (especialmente o vôlei), e tem sido aprimorada e implementada nas regras dos campeonatos/torneios mundo afora, só o futebol que ainda está demorando absurdamente em aderir a isto. Enquanto cartolas de federações, como FIFA, UEFA e CBF, fazem politicagem por causa disto, o futebol só perde cada vez mais…
De qualquer maneira, vamos analisar atentamente como serão as experiências do “VAR” na Copa do Mundo que se aproxima…


Aproveitando o assunto, na Liga dos Campeões, mais uma vez o Real Madrid chegou à final da competição com um valoroso “apito amigo”… Aliás, 1 não, pelo menos uns 3!!! Quando falam que num jogo de mata-mata a camisa pesa, eu começo a realmente entender do que se trata…¬¬
Se tivesse o “VAR” nas competições da UEFA… talvez as finais não fossem estas mostradas nas imagens acima…
Ah, e se o Liverpool, o outro finalista da competição, com campanha espetacular e um futebol gostoso de se ver quando o jogo flui, jogar que nem jogou hoje contra o Chelsea pelo campeonato inglês, posso considerar que o Real Madrid já ganhou mais uma Liga dos Campeões, o que será extremamente chato, inclusive para o próprio torneio… Mesmo que o Liverpool jogue no melhor de sua forma, já será difícil bater o “enjoado”, forte e eficiente time de Cristiano Ronaldo, imagine se não jogar no mais alto nível? Portanto, só espero que seja um bom jogo e que eu consiga assisti-lo por inteiro…

 

Saindo do campo e indo para as quadras novamente, no Futsal Sul-Americano, os brasileiros dominaram a Taça Libertadores da América 2018, “tomando de assalto” os 3 lugares mais altos do pódio, com a forte equipe do Carlos Barbosa novamente sendo campeã! O vice-campeonato ficou com o Joinville, e o 3º lugar com o Sorocaba. Parabéns aos gaúchos e à região sul, que investe pesado no futsal, e detém o domínio do futsal brasileiro e sul-americano.

 

No próximo post, falarei de Botafogo, uma pitada de vôlei, um pouco de basquete, Copa do Mundo, “Pantera Preto”, e animes! Finalmente animes!! kkkkk
Boa semana a todos, e não tardarei a voltar, inté a próxima! o/
Antes de ir, deixo duas perguntas para vocês darem seus pitacos nos comentários: Quem ganhará a Liga Europa? E, qual das pesadas camisas de Real Madrid e Liverpool, levantará a “Orelhuda” na espetaculosa Liga dos Campeões??

 

 

Obrigado por nos acompanharem, assistam nossos projetos, leiam e comentem em nossas colunas. =)

 

E tudo isto…
Porque nem só de animes nós vivemos!
.

SHINZO Fansub, corrigindo SEUS erros através da penetração
e aumentando a qualidade dos animes distribuídos no Brasil!!”

 

SZA 014 – Carnaval, um pouquinho de Basquete e Super Bowl 52: FLY EAGLES, FLY!

Minna-san, konnichi wa! No meio do Carnaval, venho cá trazer a SHINZENNA ALEATÓRIA 014, e é lógico e evidente que venho falar um pouco de Super Bowl, afinal, o evento (sim, não é apenas um jogo, é de fato um evento!) ocorreu no dia 04/02 e eu havia prometido que viria aqui falar um pouco sobre isto, ainda mais depois do resultado…\o/
Aproveitarei o post para falar um pouquinho de basquete, só um pouquinho mesmo. xD

 


Antes de qualquer coisa e com esta imagem sensacional, dou os parabéns ao Philadelphia Eagles! Fly Eagles, Fly!! O novo campeão do Super Bowl!!! Depois de quase 60 anos, os Eagles finalmente voltam a vencer um campeonato da NFL. E não creio que alguém negue que foi totalmente merecido. A minha torcida a favor dos Eagles e contra os Patriots era também para dar um nova equilibrada à NFL. É claro que o fato de eu não gostar dos Patriots (muito também pelo fato de ser o time modinha desta década e da anterior) contribui para eu torcer contra, mas há vários anos a AFC está sendo amplamente dominada pelos Patriots, o que é bem ruim para a Liga. Sempre chegando a finais de Conferência e Super Bowls e ganhando a maioria dos Super Bowls que disputou de 2000 para cá (eram 5 em 7, agora são 5 em 8), os Patriots nas últimas 4 temporadas chegaram a 3 Super Bowls, todos contra times diferentes, ganhando 2 deles. Além disto, de 2001 para cá, os Patriots só não foram campeões de sua divisão, a AFC East em duas ocasiões. Ou seja, Miami Dolphins, Buffalo Bills e N.Y.Jets não estão fazendo sombra para os Patriots há muito tempo, e fica claro que a NFC está muito mais equilibrada. Está certo que antes dos anos 2000, os Patriots nunca haviam ganhado nada e haviam chegado em 2 Super Bowls, mas os Patriots foram criados em 1959, enquanto a franquia mais antiga da NFL, criada antes de 1920, só chegou uma vez ao Super Bowl e perdeu, e ainda temos várias franquias que sequer chegaram ao Super Bowl, ou seja, o equilíbrio é bom e pede passagem…

 


E o Philadelphia Eagles foi merecedor do título. Conforme post anterior, eu disse que achava necessário que os Eagles fizessem pelo menos 31 pontos para talvez ganhar dos Patriots, além de neutralizarem o máximo possível Tom Brady e seu ataque. 31 pontos ainda seria bem pouco, pois como os ataques de ambos os times atropelaram as defesas adversárias (tanto que este Super Bowl bateu vários recordes neste aspecto), mesmo os 38 pontos feitos pelos Eagles até a penúltima campanha ofensiva, não daria o título às Águias.
Exceto por um ou dois lances que fiquei meio bolado, o “Philly” foi um time agressivo, intenso durante o jogo todo (diferentemente dos Falcons em 2017…u_u), que não se intimidou perante Tom Brady, um time que foi audaz e ousado quando foi mais necessário (um espelho de seu técnico, Doug Pederson), e que cuja defesa neutralizou Tom Brady na hora certa, na chamada “Hora H”, fazendo um sack, forçando um fumble e recuperando a bola, para uma última campanha ofensiva que resultou num Field & Goal e determinou o resultado final da partida: 41 a 33. Com isto, a 1m05s para o fim, Tom Brady precisava (sem poder pedir tempo e parar o relógio) liderar os Patriots e percorrer 90 jardas para fazer um Touchdown e uma conversão de 2 pontos para levar o jogo para a prorrogação. Ainda bem que desta vez não deu… =)
Para quem quiser assistir, deixo aqui 3 links:
– História completa do Super Bowl 52, com áudios de jogadores, técnicos e árbitros conversando durante a partida, estratégias dos times sendo conversadas e postas em prática, etc.. Algo como se você estivesse dentro do campo.

 

O técnico dos Eagles, o time como um todo, e especialmente Nick Foles, o MVP (jogador mais valioso) do Super Bowl com uma recepção para Touchdown no jogo (1º QB a fazer isto num Super Bowl!!!), não amarelaram e fizeram história, escrevendo seus nomes na história do Philadelphia Eagles também, franquia cujos fãs são dos mais apaixonados dentro da NFL, e que mereciam muito muito muito este título, por toda a caminhada, que foi bastante tortuosa, com lesões de jogadores para tudo quanto é lado. Um time que precisou se superar, especialmente depois de perder seu principal jogador, o QB Carson Wentz, que se lesionou no 13º jogo da temporada regular, já praticamente às vésperas dos Playoffs. Uma torcida que teve sua revanche, pois em 2005 chegaram ao Super Bowl e perderam justamente para os Patriots, e hoje pode finalmente saborear este título tão importante para a franquia. Abaixo o link com um pequeno vídeo do MVP Nick Foles com ênfase no lance em que ele recebe para Touchdown e faz história: http://www.quintoquartobr.com/nfl/nick-foles-pediu-philly-special-na-jogada-em-que-recebeu-para-td-no-super-bowl/
Parabéns mais uma vez, Philadelphia Eagles! FLY EAGLES, FLY!!

 

 

Em paralelo ao Super Bowl e em meio ao Carnaval que já era vivido por aqui, o NBB 2017-2018 continuava com seus jogos. E dois dias após o Super Bowl, vindo de vitória fora de casa contra um de seus adversários diretos na tabela, o Botafogo recebeu o Solar Cearense para um jogo de basquete muitíssimo equilibrado, emocionante, e para cardíaco nenhum botar defeito.


Olhando para o placar acima, qualquer um pensaria inicialmente que o jogo foi relativamente fácil, mas justamente depois que tirei esta foto, o placar travou. E após a resolução do problema, com o Botafogo perdendo o ritmo, o Solar Cearense voltou com tudo! Um final dramático nos esperava, jogo decidido nos últimos segundos, e foi tão dramático que nem tirei foto do resultado final: Botafogo 70 x 68 Solar Cearense! Apenas pensava na felicidade de “finalmente ver uma nova vitória em casa depois de algum tempo”… O time vinha jogando vários jogos bons em casa, mas pecava em detalhes mínimos e acabava deixando a vitória escapar por entre os dedos… Mas neste a sorte sorriu para nós. =)

Um respiro de 2 dias para na quinta-feira (08/02) enfrentarmos o forte time do Vitória (Universo/Vitória), mais uma vez jogando em casa. Apesar do equilíbrio no 1º quarto, saímos em desvantagem por 18 x 23. Mas no 2º quarto, tudo, exatamente TUDO, mudou! Fizemos o nosso melhor quarto no NBB, defesa compacta e muito atenta, rebotes, contra-ataques eficientes, bolas de três… resultado: 29 x 8! Fechamos o primeiro tempo com vantagem de 16 pontos!! Parecia um sonho, mas como botafoguense é um torcedor acostumado a sofrer, ainda mais depois do jogo de terça passada, não havia nada o que comemorar enquanto o jogo não acabasse, por isto nem tirei foto dos 47 x 31… Segundo tempo/3º quarto começa e tome aplausos e incentivos para os caras, além de vaias para o Vitória para desestabilizar ainda mais os baianos do Leão. Deu certo, e Tatum finalmente e novamente acertou a mão, 7 bolas de 3 no total, lances livres, bolas de 2, ele foi O cara! Tatum foi o cestinha da partida (32 pontos), contribuindo com quase um terço dos pontos do Fogão, que pela primeira vez no NBB chegou aos 80 pontos e ainda fez bem mais: 94 pontos!! Além da 3ª vitória consecutiva e boa subida na tabela. Para nós, um jogo inesquecível por tantos fatores.

 

Aqui deixo um vídeo feito pela Botafogo TV, em que além dos vários bons lances de nosso time na partida, eu apareço em 2 momentos na arquibancada, vibrando e cantando junto à torcida, comemorando esta expressiva e marcante vitória do Glorioso! Além de entrevista do técnico e de alguns jogadores, como Coimbra, que veio justamente do Vitória, jogador de muita raça e que incorporou rapidamente o espírito da “cachorrada”! =D

https://www.youtube.com/watch?v=RfqPi0LqDnE -> na nossa 1ª vitória em casa, lá em 18/11/2017, eu também apareci no vídeo feito pela Botafogo TV. Assim como o antigo Wally, descubram se puderem “onde aparece o Senna?” nestes vídeos…kkk

 

Bom resto de Carnaval a todos, amanhã estarei jogando Nintendo 64 com alguns de meus amigos otakus-BR: @Lucas (o procrastinador-mor e preguiçoso-mor também…u_u), @Daisuke e @Ronim (o anfitrião da jogatina e Sessões Pipocas). E quarta já é dia de trabalho (não exatamente no trabalho, mas eu não estarei à toa…), portanto, “let’s go go go” afazeres, pois o tempo urge.

 

 

Obrigado por nos acompanharem, assistam nossos projetos, leiam e comentem em nossas colunas. =)

 

E tudo isto…
Porque nem só de animes nós vivemos!
.

SHINZO Fansub, corrigindo SEUS erros através da penetração
e aumentando a qualidade dos animes distribuídos no Brasil!!”

 

SZA 013 – NFL e Super Bowl 52 chegando…

Minna-san, konban wa! Nesta SHINZENNA ALEATÓRIA 013, não venho falar de boliche, afinal, se procurarem uma tradução para Super Bowl, é mais fácil acharem “Super Tijela” ou “Super Boliche” do que o real significado. Super Bowl é um jogo entre os campeões das duas Conferências da NFL (National Footbal League), o campeonato nacional dos Estados Unidos do chamado “Futebol Americano”, que decide quem é o campeão da temporada da Liga. E hoje é disto que venho falar um pouco aqui, das minhas últimas semanas em relação à NFL, deixar umas opiniões, expectativas, decepções e SPOILERS (para quem ainda não viu a temporada 2017-2018 e ainda [talvez] vai ver…).
Quem é fã da NFL, é só se “aprochegar”. E quem não é fã, pode vir a ser. =D

 

Em primeiro lugar, meus times “morreram” e não participarão do Super Bowl, mas um deles jogou muito bem até os playoffs, saindo de maneira honrosa da batalha nas semi-finais da Conferência. O outro time começou bem, mas o quarterback(QB) (algo como o camisa 10 no nosso futebol) não conseguiu manter atuações regulares para levar o time aos playoffs…
A “tragédia” maior com certeza ocorreu no antepenúltimo jogo do meu time principal (o que mais torço dentro de toda a liga) dentro da temporada regular, o Oakland Raiders (e é apenas um acaso ele ser alvinegro também…rs). O time perdia, jogando em casa, por 20 a 17 para os Dallas Cowboys. Faltando pouco mais de 30 segundos para acabar o jogo, Derek Carr (o nosso QB) avançou para um first down em “3ª descida para 3 jardas” (nem era a 4ª e derradeira descida ainda…), e em vez de sair do campo para concretizar a jogada, pausar o relógio e ir para pelo menos um Field & Goal que empataria o jogo e o levaria para a prorrogação, ele simplesmente foi egoísta tentando marcar um Touchdown, mas levou um tackle e soltou a bola, assim jogando o esforço de todo o time no lixo! E o jogo morreu por aí… Esta derrota, custou uma briga por vaga nos playoffs, e após isto o time perdeu as últimas duas partidas encerrando a temporada de maneira melancólica, especialmente para um time que havia conseguido vencer os 3 primeiros jogos da temporada… Como comentou em inglês uma mulher chamada Cynthia Villegas no YouTube, “the first down was right there, but he HAD to be selfish and go for the touchdown” (tradução: “o first down estava bem ali, mas ele tinha que ser egoísta e ir para o touchdown”)… Eu xinguei muito o Derek Carr, só não mais do que xinguei o QB dos Jaguars na final da AFC…

 

Bem, para quem se interessar possa, e queira entender melhor o jogo e dar uma olhada em algumas das coisas que já falei e falarei, deixo o link aqui da wiki em pt-br que explica bem como funciona o jogo:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Futebol_americano
Do fim de dezembro até sábado passado (20/01), entre outras coisas (trabalho, resoluções de coisas particulares, viagem a SP adiada, etc.), fiz uma maratona quase insana assistindo todos os melhores momentos de toda a temporada regular da NFL (que ocorre de setembro a dezembro). Depois de muitos e muitos jogos, acabada a temporada regular, o meu outro time, o New Orleans Saints, foi o campeão da sua divisão (NFC Sul), a mais forte de toda a NFL em 2017, e seguiu para os playoffs automaticamente. Na NFC Sul, outras duas equipes também se classificaram: o Carolina Panthers (do QB Cam Newton, que eu gosto muuuito e acabo torcendo para os Panthers só por causa dele) e o Atlanta Falcons (do QB “amarelão” Matt Ryan…).

 


A formação do “mata-mata” da NFL é meio estranha, mas relativamente fácil de entender. Eu mesmo não entendia muito bem até ano passado… Os classificados são os campeões de cada divisão mais os 2 melhores times da Conferência que NÃO ganharam sua divisão. Por isto que a NFC Sul em 2017 foi a divisão mais forte, classificou 3 dos 4 times para os playoffs, o que não é tão difícil de acontecer, dado o modelo de disputa da NFL, mas também não é todo ano que acontece.
Os playoffs têm 3 fases antes do Super Bowl: quartas-de-finais (que eles chamam de “Wild Card”), semi-finais de conferência (que eles chamam de “Divisional Round”) e as finais das conferências AFC e NFC, que levam os campeões ao Super Bowl. As conferências chamam-se: American Footbal Conference e National Footbal Conference, e cada uma contém 4 divisões cada com 4 times cada, ou seja, 16 times em cada Conferência disputam 6 vagas nos playoffs durante a temporada regular.

 

Na temporada 2017-2018, alguns times que eu gosto e/ou torço passaram para os playoffs, outros não…
No Wild Card Weekend, tivemos o Tennessee Titans, que eu torço, enfrentando o Kansas City Chiefs, campeão da AFC Oeste, onde joga o meu Oakland Raiders; o Buffalo Bills (time que eu tenho leve simpatia) enfrentando o Jacksonville Jaguars; o Atlanta Falcons (do QB amarelão) enfrentando o L.A.Rams; e o Carolina Panthers contra o New Orleans Saints.
Antes de qualquer outra coisa, explicar porque estou adjetivando Matt Ryan (QB dos Falcons) como amarelão: leiam a história do Super Bowl do ano passado, o 51, bem contada neste link a seguir: http://endzonebrasil.com.br/2017/02/historico-patriots-viram-o-jogo-de-forma-epica-e-conquistam-o-super-bowl-51/ . Feito isto você deve estar pensando que assim como neste site, a história do jogo contada em muitos outros deve ser bem parecida, certo? Sim, foi mesmo. Tem no site dO Globo, no El Hombre e no site da ESPN, que transmite o Super Bowl aqui no Brasil (links a seguir):
https://oglobo.globo.com/esportes/patriots-conseguem-virada-historica-sobre-falcons-vencem-super-bowl-20879472
https://www.elhombre.com.br/por-que-o-super-bowl-51-foi-o-melhor-da-historia-e-transformou-tom-brady-numa-lenda/
http://www.espn.com.br/noticia/668718_epico-patriots-conseguem-virada-inacreditavel-e-vencem-o-super-bowl-li

Todos sabemos (quem é fã da NFL há alguns anos) que, além de ser casado com a nossa Gisele Bündchen, Tom Brady, o QB do New England Patriots, já era uma lenda da NFL antes do Super Bowl 51. E os sites contam a história do Super Bowl 51 como se ele tivesse sido o responsável direto pela virada histórica daquele jogo. O problema é que para quem não viu o jogo e lê estas matérias, não sabe que após estar vencendo por um “caminhão” de jardas, Matt Ryan amarelou e não amassou o N.E.P. como se deve fazer. É sabido que num dia como aquele, em que Tom Brady e seu time não estavam tão bem no primeiro tempo e ainda tiveram um touchdown contra si no 3º quarto, não se pode dar brechas, não se pode dar chance alguma a Tom Brady e o New England. Você tem que continuar a amassá-los até que não reste tempo algum de jogo! E não foi o que Matt Ryan fez… Ele sentou na vantagem de 25 pontos e não mais lançou a bola, fazendo o ataque dos Falcons (o melhor da NFL 2016-2017) persistir em inúteis jogadas terrestres, que não davam tão certo contra a melhor defesa da NFL 2016-2017… Ou seja, um bundão que persistiu no erro até o fim e não confiou no seu próprio braço para liquidar a partida, e viu a maior chance de ser campeão do Super Bowl escapar por culpa dele mesmo. Esta é a minha visão daquele jogo. Matt Ryan foi pretensioso e amarelou, e por isto, e SÓ por isto, o N.E.P. e Tom Brady ganharam o Super Bowl 51. É claro que Tom Brady e todo o time do New England têm mérito, mas esta derrota dos Falcons se deve MUUUITO ao fato de Matt Ryan ter amarelado perante uma lenda, fortalecendo-a ainda mais, em vez de ele mesmo começar a tentar se tornar uma…

 

Aproveitando o preâmbulo do parágrafo anterior, dizer que este ano temos um novo amarelão! Já está ficando chato isto… está virando rotina… os caras aumentam as estatísticas de Tom Brady e ele se torna maior ainda do que já é, a cada temporada, a cada playoff, a cada final de conferência que passa…
Mas então, voltando ao Wild Card Weekend, na AFC os Titans passaram pelos Chiefs com um resultado muito apertado e surpreendente para mim (que esperava vitória dos Chiefs), e logo depois tiveram que encarar a lenda Tom Brady no Divisional Round. Aí deu a lógica mesmo, o N.E.P. amassou os Titans e foi a mais uma final de Conferência.
Do outro lado os “Búfalos” enfrentaram os “Jaguares”, que tinham a 3ª melhor defesa da NFL, e por isto mesmo não tiveram chances: Jaguars no Divisional contra o Pittsburgh Steelers. Aqui um jogo muito duro e de muitos pontos, mas foi onde Blake Bortles (o QB dos Jaguars) começou a se tornar o novo amarelão da NFL. O jogo foi para lá dos 40 pontos para cada equipe (o que é difícil de ocorrer) e foi decidido a favor dos Jaguars, na minha opinião por sorte… pois a defesa dos Steelers não estava tããão bem assim e o “Big Ben” (QB dos Steelers) teve uma interceptação e um fumble retornado para touchdown, se não a coisa teria sido diferente…

 


Na NFC, o Wild Card Weekend teve os Falcons e Matt Ryan passando pelos L.A.Rams, o que não foi exatamente uma surpresa, mesmo sendo na casa dos Rams, pois era um confronto equilibrado; no outro lado um jogaço entre os companheiros de divisão Panthers e Saints. Minha torcida, logicamente era para o Saints, meu 2º time na NFL, apesar da simpatia já declarada pelos Panthers por causa do Cam Newton. Muito equilíbrio e rivalidade neste jogo vencido pelos Saints (cuja imagem acima mostra um torcedor-cosplay captado pela TV num dos jogos), e minha esperança de ver um de meus 2 times no Super Bowl seguia viva. No Divisional Round, a última que morre, a esperança, morreu…=(. Assim como Derek Carr fez muito erradamente durante a temporada, Drew Brees (QB dos Saints) apostou em jogadas terrestres em momentos cruciais, se escondendo de lançar a bola… A mais ou menos 30 segundos do fim do jogo (com 21 x 23 para o Minnesota Vikings), numa 3ª descida para UMA única jarda para alcançar o first down, o jogo terrestre não deu certo e os Saints, em vez de arriscarem tudo na 4ª descida para ganhar o jogo talvez com um touchdown ou chutar um Field & Goal mais próximo do cronômetro zerar, chutaram um Field & Goal (fazendo 24 x 23) deixando 25 segundos no placar. Tempo suficiente para um reviravolta e um touchdown dos Vikings, fazendo 24 x 29. Resultado: o coordenador ofensivo dos Saints, e especialmente Brees, que já esteve em Super Bowl, precisam aprender que mesmo com o cronômetro zerado, um jogo ainda pode ter seu resultado alterado… portanto, quanto mais perto do zero você puder deixá-lo, melhor… no futebol americano, nem sempre “o jogo acaba quando termina” como costumamos falar no nosso futebol. No outro jogo do Divisional, outro jogo duro e equilibrado, mas perante um ataque dos Falcons não tão forte como o do ano passado e uma defesa muito boa do Philadelphia Eagles, deu a lógica, o melhor time da temporada regular da NFC (Eagles) passou para enfrentar os Vikings na outra final de Conferência.

 

Finais de Conferência:
AFC -> esperando um jogo forte defensivamente da melhor defesa da NFL, vi os Jaguars parecerem “jaguares” mesmo (a nossa famosa onça-pintada) no início do jogo, dando fortes “dentadas” defensivas em Tom Brady, fazendo New England se ver obrigado a apenas chutar um Field & Goal para marcar os primeiros pontos no 1º quarto, até que no meio do 2º quarto os Jaguars fizeram 14 x 3. New England, com nova posse de bola, foi caminhando e marcou seu 1º touchdown no finzinho do 2º quarto/1º tempo. Na volta para o 2º tempo, Bortles, o novo amarelão da NFL, achou que a coisa estava sob controle, e eu do outro lado da tela também, dizendo a mim mesmo que o jogo estava sob controle… sob controle dos Patriots!!! Se um placar desvantajoso de 14 x 3 não é nada para os Patriots, especialmente depois do que aconteceu no Super Bowl do ano passado, imagine 14 x 10?… Os Jaguars deixaram de ser jaguares e se tornaram jaguatiricas…U_U. Os Jaguars parecem não ter assistido o jogo do Super Bowl do ano passado, mesmo após saber quem enfrentariam na final da AFC. Bortles não fez o dever de casa, e assim como Matt Ryan, lançava muitos passes curtos e apostava no agora inútil e ineficaz jogo terrestre (que a defesa dos Patriots conseguiu neutralizar totalmente ao longo do jogo), jogando a responsabilidade nas costas de Fournette e Yeldon, quando ele deveria lançar bolas para os recebedores… Mesmo com uma defesa muito sólida e combatendo bastante Tom Brady, fazendo sacks e dificultando muito a vida do ataque dos Patriots até o 3º quarto, o ataque dos Jaguars não ajudava. Eles chutaram apenas mais 2 Field & Goals, fazendo 20 x 10 logo nos primeiros segundos do quarto final de jogo, que ainda estava tranquilo para os Patriots (acertadamente pensava eu). Os Jaguars tinham que fazer mais e não fizeram… Fim de jogo, os Patriots marcaram mais 2 touchdowns e liquidaram a fatura.
NFC -> resumidamente foi assim: os Vikings começaram na frente fazendo um touchdown, entregaram a bola para os Eagles, e logo depois forçaram os Eagles a devolverem a bola. Na segunda campanha ofensiva, os Vikings sofreram uma interceptação com retorno para touchdown. A partir daí os Vikings não viram mais a cor da bola oval… as Águias atropelaram os Vikings, com martelo, espada, armadura, capacete e tudo! kkkk

 


Ou seja, no próximo domingo (04/02/2018) veremos o desfecho de tudo isto e posteriormente eu devo falar alguma coisa sobre o Super Bowl uns dias depois, especialmente se os Eagles ganharem, pois sim, estou torcendo contra os Patriots. =)
Já adiantando, espero que este ano as Águias da Filadélfia consigam destronar o N.E.P. e Tom Brady, mas precisarão de mais do que Matt Ryan fez no ano passado (acho que é necessário pelo menos 31 pontos para se ganhar do N.E.P., além de neutralizarem o máximo possível Brady e seu ataque)… Tom Brady é frio e não sente a pressão, e não se abala psicologicamente diante de um resultado bastante adverso. Vamos ver se Nick Foles (o QB reserva dos Eagles), que conduziu bem o time até este Super Bowl 52 (a partir do momento em que o titular Wentz se machucou), fará história, ou se vai amarelar e assim continuaremos vendo o marido da nossa Gisele tornar-se cada vez mais lendário…

 

 

Obrigado por nos acompanharem, assistam nossos projetos, leiam e comentem em nossas colunas. =)

 

E tudo isto…
Porque nem só de animes nós vivemos!
.

SHINZO Fansub, corrigindo SEUS erros através da penetração
e aumentando a qualidade dos animes distribuídos no Brasil!!”

 

%d blogueiros gostam disto: